A auriculoterapia é uma especialidade da Acupuntura, parte da Medicina Tradicional Chinesa. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a auriculoterapia é uma terapia de microssistema.

Essa especialidade trabalha, a partir da estimulação de alguns pontos da orelha, para aliviar dores, doenças e tratar problemas físicos, mentais e emocionais. A terapia também ajuda a diagnosticar doenças, por meio de alterações nesses pontos. 

O que a auriculoterapia trata

Alguns exemplos de pontos de estímulo da auriculoterapia são o endócrino, que trata desequilíbrios no ciclo menstrual e o ponto cérebro simpático, que cuida de alterações emocionais.

A  terapia também é indicada para tratar:

– Dores crônicas e agudas;

– Ansiedade e depressão;

– Distúrbios funcionais digestivos;

– Vícios, como tabagismo;

– Alergias, como rinite;

– Insônia;

– Dor de cabeça e enxaqueca.

Como a auriculoterapia funciona

A estimulação dos pontos é feita com sementes, agulhas, cristais, laser, moxa e outros. A terapia foca os estímulos no pavilhão auricular porque há pontos nessa área que estão associados à órgãos e partes do corpo. Na sessão de auriculoterapia, o ponto de estímulo vai ser definido a partir da doença que o paciente está sofrendo.

A sessão é feita com instrumentos esterilizados e não é muito invasiva. O material é preso à pele com pequenos pedaços de esparadrapo e mantidos de forma a fazer pressão no ponto colocado. 

A auriculoterapia pode ser feita por adultos e crianças.

Blog

  • Marque sua consulta!

    Agora é fácil e rápido e você pode reservar uma consulta em poucos minutos!
    AGENDE AGORA
  • Corpo Clínico

    Todos os nosso profissionais
    SAIBA MAIS
  • Atendimento

    • Segunda - Quinta
      08:00 - 19:30
    • Sexta
      08:00 - 19:00
    • Sábado
      08:00 - 12:30

Clínica Multi Master

Excelente atendimento na Clinica. Fui bem atendida desde a recepção até o atendimento médico. Me senti super segura. Ao chegar vi que atende várias especialidades no meu plano e eu gostei! Pretendo retornar

— Vera Lima